Início Geral Caso Bianca: Ministério Público protocola lista de testemunhas para o júri popular

Caso Bianca: Ministério Público protocola lista de testemunhas para o júri popular

O assassinato da jovem Bianca Mayara Wachholz, morta pelo ex-namorado, Everton Balbinott, em julho de 2018, ganhou mais um capítulo esta semana. O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) protocolou na tarde desta quinta-feira (27), a lista de testemunhas que serão ouvidas no Tribunal do Júri. A sessão, que será realizada no Fórum de Blumenau, ainda não tem data para acontecer.

Nesta sexta-feira (28), abriu o prazo para que os assistentes de acusação da família Wachholz, Alexandro Roberto Maba e Guilherme Piza, também apresentem as testemunhas. Os nomes deverão ser enviados até a próxima semana. Em seguida, será a vez da defesa de Everton nomear as pessoas que irão testemunhar sobre o crime. Desta forma, os jurados poderão ter mais embasamento e, então, tomarão a decisão de absolver ou condenar o réu.

Relembre o crime

Bianca Wachholz foi morta no dia 25 de julho, na casa da mãe dela, pelo ex-companheiro, Éverton Balbinott. O crime foi testemunhado pela mãe da vítima, Sônia Lima. Segundo testemunhas, ele não aceitava o fim do relacionamento. Um dia antes de cometer o crime, o acusado já havia ameaçado a vítima dizendo que a mataria colocando uma arma na cabeça dela.

Bianca, assustada e com medo, foi até a casa dos pais, e naquele mesmo dia enviou um áudio pelo WhatsApp a um amigo do casal relatando tudo o que havia acontecido e disse que registraria um boletim de ocorrência. Cerca de uma hora depois, Everton pulou o muro da residência, que fica no bairro Itoupava Central. A artista plástica disse à mãe que ouviu alguém entrando.

Ao abrir a porta da cozinha, Sônia se deparou com o ex-companheiro da filha e convidou ele para entrar. Em seguida, Bianca apareceu no corredor e perguntou se Balbinott estava armado. Naquele momento, ele sacou o revólver e perseguiu a vítima, que se desequilibrou e caiu no chão do banheiro. Foi aí que Éverton fez um único disparo no rosto de Bianca, que morreu na hora.

O suspeito fugiu e se apresentou à polícia um dia após cometer o crime, prestou depoimento e foi liberado. Porém, a polícia representou pela prisão preventiva do suspeito e assim que a Justiça emitiu o mandado, Éverton foi preso, no dia 27 de julho, na casa de um parente. Desde então, ele está detido no Presídio Regional de Blumenau à espera do julgamento.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Covid-19: Blumenau confirma 56 novos casos positivos neste domingo; 725 pessoas já foram imunizadas

Blumenau registra mais um óbito, somando agora 282 mortes em decorrência de complicações provocadas pelo novo coronavírus no município. Neste domingo (24), foi...

Detenta é encontrada morta em cela na Unidade Prisional Avançada de Ituporanga

Uma detenta, identificada como Maria Fernanda Pirolli, de 20 anos, foi encontrada morto dentro da cela na Unidade Prisional Avançada (UPA) em Ituporanga. O...

Homem é preso com maconha, pedras de crack e mais de R$ 3,3 mil em Blumenau

A Polícia Militar fazia rondas pela região do bairro Passo Manso, em Blumenau, quando abordou o suspeito. Com o homem foram encontradas oito buchas...

“Minha ficha ainda não caiu”, conta blumenauense que teve o carro esmagado por dois caminhões na BR-470

Reportagem de Júlia Vanderlinde“Minha ficha ainda não caiu sobre tudo o que aconteceu, parece que foi como se eu estivesse em um sonho”, conta...

Veículo sai da pista e capota em meio ao matagal em Gaspar

A ocorrência foi registrada pelo Corpo de Bombeiros por volta das 5h da madrugada deste domingo (24). Tudo aconteceu na Rua Luiz Franzói, no...