Vereadores acatam veto do prefeito ao projeto do Dia do Orgulho LGBT em Blumenau

Publicidade

Foto: Divulgação

O veto total acatado foi ao Projeto de Lei, de autoria do vereador suplente Lenilso Silva (PT), que instituiria e incluiria o dia do orgulho LGBT e a parada do orgulho LGBT no calendário oficial de eventos do município no dia 28 de junho.

A proposta havia sido aprovada em março deste ano na Casa e foi vetada integralmente pelo prefeito, Mário Hildebrandt (sem partido). A matéria entrou na ordem do dia através do requerimento de autoria do vereador Jovino Cardoso (PROS), e foi analisada na CCJ em reunião realizada na tarde desta terça-feira, após a suspensão da sessão, quando foi apreciado também o PL.

O veto foi acatado por seis votos favoráveis dos vereadores Alexandre Matias (PSDB), Cezar Cim (PP), Jens Mantau (PSDB), Jovino Cardoso (PROS), Marcos da Rosa (DEM), e Sylvio Zimmermann (PSDB), e quatro votos contrários de Adriano Pereira (PT), Alexandre Caminha (PP), Bruno Cunha (PSB) e Ito de Souza (PR), e duas abstenções dos vereadores Oldemar Becker (DEM) e Zeca Bombeiro (SD).

O presidente Marcelo Lanzarin (MDB) não votou por estar presidindo a sessão; o vereador Almir Vieira (PP) estava ausente do plenário e o vereador Professor Gilson (PSD) está licenciado. O projeto foi arquivado.

O autor do projeto de Lei se manifestou através das redes sociais. “Lamento profundamente a covardia feita com a população LGBT. A Câmara vira as costa para ela própria ao acatar o veto do projeto que dias atrás tinha aprovado,” diz Lenilso.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: