Instituto Bia Wachholz ministra palestra sobre violência doméstica em Blumenau

Publicidade

Foto: Filipe Pfeiffer / Divulgação WK Sistemas

“A morte da Bianca não foi em vão.” Com esta mensagem, a advogada Maria Tereza Olinger Peters encerrou a palestra sobre violência doméstica ministrada na tarde desta quarta-feira (6) na WK Sistemas, no bairro Vila Nova, em Blumenau. Foi a primeira conversa realizada pelo Instituto Bia Wachholz em uma empresa após a morte da artista plástica, assassinada pelo ex-companheiro no dia 25 de julho do ano passado.

Ação faz parte da programação especial da semana do Dia da Mulher da empresa do ramo de informática, que tem cerca de 150 funcionários. Boa parte desses colaboradores – homens e mulheres – tiveram a oportunidade de participar do evento, com direito a levar convidados. O encontro durou cerca de 45 minutos e serviu para esclarecer dúvidas a cerca da legislação e dos direitos das mulheres, tendo o respeito como ponto principal de um relacionamento.

A advogada e amiga de Bianca tratou de temas como relacionamento abusivo, jogos emocionais, auto estima e feminicídio – crime praticado contra a mulher. “A cada dia, são registrados 606 casos de violência doméstica no Brasil. Fora os que não são registrados. Em 2018, foram 946 feminicídios no país. Um deles foi o da Bianca”, lembrou Maria Tereza. Ainda esta semana, outras palestras devem ser ministradas na cidade.

Instituto Bia Wachholz

Após a morte de Bianca Wachholz, assassinada por Everton Balbinotti na frente da mãe da vítima, amigas da artista plástica se uniram e fundaram o instituto que leva o nome da jovem, que completaria 30 anos no dia 21 de fevereiro.

A entidade já tem uma diretoria constituída e, em breve, terá um CNPJ. De acordo com a secretária do instituto, Taise Beduschi, a ideia é montar uma estrutura com sede própria para fazer o atendimento de mulheres vítimas de violência.

Foto: Filipe Pfeiffer / Divulgação WK Sistemas

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: