Homem acusado de feminicídio vai a júri popular nesta quarta-feira, em Blumenau

PUBLICIDADE

Foto: Polícia Civil/DIC Blumenau

Adilson Tognoli estará no banco dos réus a partir das 9h, desta quarta-feira (21), no salão do Júri Popular do Fórum de Blumenau. Ele é acusado do homicídio de Neuza Grassmann, de 47 anos, em janeiro do ano passado.

A vítima teve o pescoço cortado dentro de casa, no bairro Salto do Norte. Na época do crime a filha passou um fim de semana em busca da mãe e a encontrou morta dentro da quitinete onde a vítima morava.

O réu está sendo acusado de homicídio duplamente qualificado (qualificadora do recurso que dificultou a defesa da vítima e qualificadora do feminicídio) e por falsa identidade.

Tognoli cumpria pena na Penitenciária de São Pedro de Alcântara, mas estava foragido após não retornar de uma saída temporária. Como ele era foragido, supostamente apresentava-se como “Luciano Cabral”. Após ser encontrado, a Justiça decretou a prisão preventiva pela suspeita do crime ocorrido em Blumenau.

A sessão nesta quarta-feira será presidida pelo titular da 1ª Vara Criminal da comarca de Blumenau, o juiz Juliano Rafael Bogo.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: