70% de Blumenau ficará sem água por conta de manutenção na Usina do Salto

PUBLICIDADE

Foto: Especial / Portal Alexandre José

A troca das comportas da Usina do Salto, em Blumenau, deixará cerca de 70% da cidade com o abastecimento de água comprometido por até três dias. A Celesc fará a troca dos materiais centenários, substituindo as atuais de madeira, por outras mais modernas, fabricadas em aço. O serviço tem início previsto para dia 18, terça-feira da semana que vem.

Com isso, a obra, segundo o Samae, irá evitar os desabastecimentos na região, já que a obra permitirá que ps serviços de manutenção da usina possam ser feitos sem o esvaziamento total do canal adutor. A autarquia também fará troca da tubulação e acompanhamento dos trabalhos em um ponto de captação de água no local.

Na terça-feira, dia 18 de setembro, as obras acontecerão das 5h às 22h, e neste dia 70% das casas e empresas blumenauenses ficarão sem água. Sendo normalizado à noite, após o serviço.

No dia 25 de setembro acontecerá a segunda etapa dos trabalhos, também durante o mesmo horário. Já no dia 23 de outubro, com o fim da OKtoberfest, caso seja necessário, haverá a última interrupção do abastecimento para finalizar o serviço.

BAIRROS SEM ÁGUA

Poderá faltar água nos bairros Asilo Água Verde, Concórdia, Do Salto, Escola Agrícola, Salto Weissbach, Passo Manso, Velha, Velha Pequena, Velha Grande, Velha Central, Vila Nova, Fidélis, Fortaleza, Fortaleza Alta, Itoupava Norte, Tribess, Nova Esperança, Badenfurt, Itoupava Central, Itoupava Seca, Itoupavazinha, Salto do Norte, Testo Salto.

Além disso Samae pede a colaboração dos consumidores, já que em alguns momentos o sistema também poderá apresentar instabilidade, deixando a água turva, normalizando quando terminar o processo.

“Estamos trabalhando em parceria com a Celesc para aperfeiçoar o abastecimento de água para a região. Sabemos que haverá transtornos momentâneos, mas a manutenção garantirá um melhor serviço no futuro”, destaca o presidente do Samae, Cleverton Batista.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: