Início Esporte Um título com várias facetas. Por Emerson Luis

Um título com várias facetas. Por Emerson Luis

Em toda vitória, sempre há os que se destacam mais do que os outros. Um processo natural, afinal cada um tem funções, responsabilidades e habilidades diferentes. Ninguém é igual a ninguém. Sozinho não se chega a lugar nenhum. Em qualquer atividade coletiva, você até pode levar a fama, só que no fim, quem vence é o conjunto.

Fora de campo, mais ou menos nessa linha de raciocínio, com personagens distintos, mas tendo o acesso como interesse comum, que o Metropolitano começou a moldar seu projeto.

Por muitas vezes ouvi dizer que Saulo Raitz estava isolado, que não apitava, que tinha pouco ou quase nenhuma autonomia no departamento de Futebol. Talvez por ter atuado até então apenas como diretor na base, quis dar liberdade a uma turma já acostumada com a montagem de grupos.

Verdade ou não, sabe-se que foi ele quem bancou a contratação de Rodrigo Cascca como treinador já que o coordenador, na época, não era o preferido pelos homens do Futebol.

Seu mérito foi reunir ex-presidentes, um processo natural, pois a amizade entre eles no dia-a-dia, sempre foi o ponto alto nesse envolvimento com o clube. Um sucedeu o outro nos mandatos.

Foi legal ver a empolgação de Erivaldo Caetano Junior, o Vadinho, Marcelo Georg e Ivan Kunhen (mais atuante na reta final), na festa com os jogadores no ônibus e com a torcida em frente ao Biergarten.

Foi na gestão deles, que houve as maiores captações de recursos, grandes investimentos na montagem dos times. Só que o acesso para a Série C nacional ou a disputa de um título na Série A estadual bateram na trave. O Metrô sempre refugou na hora da verdade. Estavam com a alma lavada.

O cumprimento se estende aos demais integrantes da diretoria, funcionários, gente que aparece pouco, que pega junto nos bastidores.

Foto: Federação Catarinense de Futebol

Não dá para esquecer do papel essencial de Egidio Beckhauser. Próximo do trio de ex-presidentes, com influencia politica e trânsito entre os empresários, agregou, buscou parceiros, e ainda apagou incêndios dentro do elenco. No último deles, na véspera da final, redundou em um desgaste enorme, difícil de ser administrado.

Já escrevi aqui em outra oportunidade. Sabemos pouco ou quase nada do que acontece internamente em um clube. É preciso ter muito jogo de cintura para lidar com boleiros.

Muitas vezes um problema de relacionamento começa com a maneira como ele é abordado. Ação e reação. Segunda Lei de Newton. Nem todo mundo tem paciência e equilíbrio para absorver certas cobranças.

Quando um jogador, do nada, não aparece na relação de um jogo, a imprensa se inquieta. Geralmente, até para não criar tumulto (ainda mais em uma final), a primeira artimanha é ludibriar, informar que o jogador sentiu uma lesão e foi vetado. Fui atrás. Não foi exatamente o que aconteceu.

Foto: Federação Catarinense de Futebol

Como não estou aqui para tumultuar ou tirar o foco da conquista, melhor não entrar em mais detalhes, pois o mesmo diretor que me confirmou o bafão ontem (26), saiu pela tangente hoje (27).

Título inédito, a volta para a elite do futebol catarinense, a perspectiva de uma boa Copa Santa Catarina, a partir de 16 de setembro, em disputa a vaga na Copa do Brasil em 2019, o fim do repertório das piadas dos rivais da cidade e da região…

Menos mal que deu tudo certo. Um ou outro detalhe, pode jogar por terra todo um planejamento. Não por acaso se diz que futebol não se ganha apenas dentro de campo.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Previsão de instabilidade e pancadas de chuva nesta quinta em Blumenau

Nesta quinta-feira (3), um sistema de baixa pressão que se desloca por Santa Catarina favorece a condição para pancadas isoladas de chuva com trovoadas...

Covid-19: Câmara aprova MP que destina R$ 1,995 bi para compra de vacina

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (2) a Medida Provisória 994/20, que abre crédito extraordinário de R$ 1,995 bilhão para compra de...

Projeto de lei abre caminho para volta das aulas presenciais em Santa Catarina

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou nesta quarta-feira (2) o projeto de lei (PL) 182/2020 que, na prática, autoriza o retorno das...

Vídeo: carro é furtado em estacionamento de supermercado em Blumenau

Câmeras de monitoramento flagraram o momento exato em que um carro é furtado em plena luz do dia em Blumenau. O crime foi registrado...

Covid-19: Governo do Estado define toque de recolher em Santa Catarina

O governador Carlos Moisés anunciou nesta quarta-feira (2) a adoção de novas medidas restritivas para enfrentamento da pandemia de Covid-19 em Santa Catarina. A...
    %d blogueiros gostam disto: