Início Geral Prefeito de Gaspar esclarece polêmica sobre a cobrança de comentários em redes...

Prefeito de Gaspar esclarece polêmica sobre a cobrança de comentários em redes sociais aos comissionados

Um áudio compartilhado através do WhatsApp tem gerado polêmica em Gaspar, no Vale do Itajaí. No arquivo enviado em um grupo de servidores comissionados da Prefeitura de Gaspar, o prefeito, Kleber Wan-Dall (MDB), diz que “tomará providências” caso eles não compartilhassem um vídeo feito pelo chefe do executivo.

Além disso, Wan-Dall exige que os funcionários comentassem positivamente a postagem e respondessem todas as críticas relacionadas ao vale-alimentação dos servidores.

Confira abaixo o áudio completo enviado aos comissionados.

Após repercutir em toda região, o prefeito conversou com a nossa equipe e esclareceu a situação. Neste grupo de WhatsApp estão os funcionários de confiança do prefeito. “Da minha parte, como prefeito, obviamente que eu faço as devidas cobranças. Afinal, não vou contratar alguém para trabalhar para ficar sentado sem fazer nada, eu vou cobrar resultados” enfatiza Wan-Dall.

“Não foi a primeira e nem será a última vez que eu fiz isso. Certamente, imagino que as pessoas esperem que o prefeito cobre dos seus comissionados,” diz o prefeito. Segundo Wan-Dall, o trabalho seguirá normalmente no município.

Confira abaixo a entrevista com o prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall, na íntegra.

VÍDEO POSTADO NO FACEBOOK

Nesta semana o prefeito fez uma publicação em sua página em uma rede social onde fala sobre a proposta que visa alterar o vale-alimentação dos servidores concursados e comissionados. “Nossa proposta é substituir o benefício por prêmio-assiduidade, ou seja, vamos continuar pagando em dinheiro os R$ 430 na folha de pagamento de cada funcionário, mas a título de prêmio assiduidade e não mais por vale-alimentação,” explica Kleber.

Esta proposta já gera polêmica no município desde o ano passado, quando foi anunciado que o pagamento do vale-alimentação aconteceria via cartão refeição/alimentação. O assunto parou na Câmara de Vereadores de Gaspar e também no Tribunal de Contas do Estado.

Segundo a presidente do Sintraspug, o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Gaspar, Lucimara Silva, a categoria ainda analisará a proposta do executivo.

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas notícias

Lista de espera do Prouni está disponível para consulta

A lista de espera do Programa Universidade para Todos (Prouni) do 1º semestre de 2021 está disponível na página do programa. Prevista para sair...

Hospital Oase esclarece comunidade sobre internações e falta de medicação

O Hospital e Maternidade Oase, em Timbó, veio a público nesta quinta-feira (04) esclarecer a comunidade sobre a situação da falta de medicamentos e...

Covid-19: Em Blumenau, dois novos óbitos e ocupação de UTI volta aos 100%

Mais dois óbitos por coronavírus foram registrados em Blumenau nas últimas 24h. Desta feita, as vítimas foram um homem de 87 anos - internado...

Manutenções em ruas de Blumenau alteram o trânsito nesta sexta-feira

Motoristas que trafegam em Blumenau devem ter atenção redobrada a partir de amanhã, devido à obras que serão executadas na cidade. Nesta sexta-feira (4),...

Feira Livre antecipa atendimento para sexta-feira em virtude de decreto

A Feira Livre de Blumenau, localizada na Rua Humberto de Campos, que tradicionalmente ocorre aos sábados, nesta semana optou por antecipar o atendimento ao...