Áudio revela que assassinato de Bianca foi premeditado

PUBLICIDADE

Foto: Especial / Portal Alexandre José

Um novo áudio divulgado por testemunhas reforçou que o assassinato de Bianca Wachholz, de 29 anos, foi premeditado. A mensagem foi enviada por ela para um amigo de Everton Balbinott de Souza, de 31 anos, uma hora e meia antes de ser assassinada.

Na mensagem, Bianca fala que no dia anterior foi ameaçada pelo ex-namorado com um revólver. E pede ajuda ao amigo para retirar a arma de Everton ou convencê-lo a parar com as ameaças.

“A gente começou a discutir, não sei o que, aí ele sacou a arma e ele apontou pra minha cabeça (chorando). Ele começou a me ameaçar de morte, se eu não ia ficar com ele, eu não ia ficar com mais ninguém (chorando). Que eu só ia sair do apartamento dentro de um saco preto (chorando)…Aí eu fiquei implorando para ele “pelo amor de Deus não fazer isso, não fazer isso, não fazer isso”, conta ela na mensagem.

Os advogados contratados pela família de Bianca irão solicitar que o áudio seja inserido no processo que tramita no Ministério Público. Outras provas também serão apresentadas.

“Nessas gravações ela relata coisas absurdas, não apenas sobre o dia anterior a morte. Ou seja a premeditação do crime está mais do que escancarada!”, relata o advogado Alexandro Roberto Maba.

Também chegaram provas de que Bianca sofria há tempo violência doméstica. Os advogados receberam fotos dela com machucados na boca, olho e na mão.

“Numa noite, em uma discussão no apartamento, ela foi para o quarto. Ele pegou uma faca de cozinha e cortou a mão dela! Com medo de que ela fizesse BO ou alguém ficasse sabendo dessa agressão, ele mesmo costurou esse machucado”, conta a advogada Thaynara Demarch, que escutou o depoimento de testemunhas.

Foto: Arquivo Pessoal / Especial

O crime aconteceu no dia 25 de julho. Everton e Bianca estavam juntos há cerca de 1 ano e, segundo testemunhas, ele não aceitava a separação. Ele é acusado de invadir a casa da ex-namorada e dar um tiro no rosto dela na frente da mãe. No mesmo dia, ele mandou dois áudios por um aplicativo de conversa, confessando que teria cometido o assassinato.

Everton está preso no Presídio Regional de Blumenau. O advogado dele, João Fillipe Figueiredo, informou que ainda não teve acesso a esse áudio. E que irá se manifestar somente sobre o que está no processo.

Bianca trabalhava como designer e estava conseguindo reconhecimento pelo trabalho artístico. Segundo familiares, ela estava pintando o quadro de uma fênix, para representar o renascimento. E, talvez, a nova vida sem o relacionamento abusivo. A pintura parou no retrato das asas, porque ela foi assassinada no caminho.

Foto: Especial / Portal Alexandre José

PUBLICIDADE

 

2 Trackbacks & Pingbacks

  1. Justiça começará a ouvir as testemunhas do assassinato de Bianca Wachcholz – ALEXANDRE JOSÉ
  2. Éverton confessa ter matado Bianca, mas nega ameaças na noite anterior ao crime – ALEXANDRE JOSÉ

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: