Rajadas de vento chegam a 60 quilômetros por hora em Blumenau

PUBLICIDADE

Foto: Borges In The Mix / Especial

A chegada de uma massa de ar seco e frio ao Vale do Itajaí trouxe também muito vento para a região. De acordo com o Centro de Operação do Sistema de Alerta da Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí-Açú da FURB, o Ceops, durante a tarde desta quinta-feira (9) alguns pontos de Blumenau registraram ventos de 60 quilômetros por hora.

Segundo o coordenador do Ceops da Furb, Dirceu Severo, essas rajadas são causadas por um sistema de baixa pressão que tem o centro no Oceano, na costa do Rio Grande do Sul. Esse sistema funciona como um grande ralo que puxa todo ar para dentro dele.

“Enquanto ele estiver próximo do litoral teremos ainda fortes ventos em Santa Catarina. No decorrer da noite, essa velocidade reduzirá aos poucos. Provavelmente se dissipando na sexta-feira,” explica.

Por conta da ventania, as equipes de plantão da Celesc receberam diversos chamados de ocorrências na rede de distribuição nos bairros Garcia, Progresso, Velha e Água Verde. Aproximadamente 7.300 unidades consumidoras ficaram sem energia elétrica.

“Reforçamos as equipes e estamos trabalhando para o restabelecimento da energia no menor tempo possível”, informou o engenheiro Claudio Varela, gerente regional da Celesc em Blumenau.

Há também o caso de um destelhamento de uma casa na região do Concórdia, no bairro Velha. Conforme o diretor da Defesa Civil de Blumenau, Adriano da Cunha, não houve nenhuma ocorrência na cidade por conta da ventania.

O ar puxado por este sistema é frio e úmido, por isso há queda nas temperaturas generalizada em todo Sul do Brasil. Para esta sexta-feira a previsão indica tempo bom com predomínio do céu claro, já que este sistema de baixa pressão se afastará do litoral. Os termômetros registrarão quedas com possibilidade de geada nas regiões Oeste, Planalto e na Serra.

Durante a tarde, os moradores da Serra Catarinense fizeram o registro dos primeiros flocos de neve que caíram na região.

Foto: Claudio Varella / Especial

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: