A hora da verdade, por Emerson Luis

PUBLICIDADE

Foto: Divulgação

SUPERAÇÃO
O Blumenau tinha a obrigação de vencer o mistão do Metropolitano. Não foi fácil, a molecada deu trabalho, sobretudo no primeiro tempo. No fim, com um a menos (o lateral direito Maranhão foi expulso no começo da etapa final), o time se superou, como em todo o campeonato.

RESENHAS
Formação A, B, C, D…não importa. O primeiro triunfo sobre o rival por 2 x 1 vira estatística, acrescenta uma pimenta no repertório de piadas entre os torcedores, entra para a história dos clássicos – embora tenha sido apenas o 4º jogo oficial.

META
O BEC fez uma campanha de acordo com seu minguado orçamento, conseguiu permanecer na Série B, terminou em 7º lugar. O clube confirmou a sua participação na Copa Santa Catarina, a partir de 16 de setembro.

REGRA
Tudo passa (ou passaria) pela eleição para a escolha da nova diretoria. Só que a assembleia que estava marcada para o próximo dia 16 deve ser (ou não) prorrogada para dezembro. Vem aí mais um embate jurídico.

INADIMPLENTES
Conversei com Carlos Henrique Zidane. O interventor disse que todos os sócios estão irregulares, por falta de pagamento em dia com as mensalidades, o que pelo estatuto, inviabiliza o pleito.

TERCEIRIZAÇÃO
Zidane não só banca a permanência de Viton (o treinador tem proposta do Barroso), como afirma que até o fim do mês deve fechar parceria com um grupo de investidores (que precisam de vitrine para seus jogadores), possivelmente de São Paulo, que vai montar a equipe para a Copa SC.

CONCORRÊNCIA
Como a guerra nos bastidores não para, o grupo encabeçado pelo ex-presidente Eduardo Corsini (com o apoio da Associação Amigos do BEC), está contestando essa decisão, entende que o interventor não tem poder de cancelar uma eleição já marcada.

PLANOS
Zidane, por sua vez, confirma que a prorrogação não depende da justiça, pois ele tem o poder, como interventor, de protelar a eleição. Corsini, aliás, já confirmou que caso seja eleito, o ex-atacante Negreiros vai encabeçar a sua comissão técnica – teve essa experiência no Foz PR.

HORA H

Foto: Divulgação

Enquanto os dirigentes do BEC se engalfinham fora de campo, o Metropolitano segue em busca do acesso. É a hora da verdade mesmo, não dá mais para vacilar, especialmente em casa, nesse primeiro duelo, marcado para domingo, às 18h.

INSPIRAÇÃO

Foto: Divulgação

É preciso construir a vitória sobre o Camboriú, de preferência por um placar igual ou superior a dois gols de diferença. Se repetir a atuação da 6ª rodada, dia 27 de junho, no Sesi, quando venceu por 2 x 0, na sua melhor atuação na competição, será dado um grande passo para alcançar seu grande objetivo.

ESTRATÉGIA
Vencer pelo escore mínimo também não será nenhuma tragédia. Na volta, a vantagem é do empate. Só que por ter melhor campanha, a equipe de Mauro Ovelha joga por dois resultados iguais. Se perder aqui por 1 x 0, por exemplo, e repetir o placar no Robertão, é ele quem consegue a vaga.

INDIGNADO

Foto: Divulgação

Durante os próximos dias, vamos falar muito mais do trabalho de concentração do time blumenauense para essa partida decisiva e ainda ressaltar as qualidades do Camboriú. O Metropolitano fugiu do Marcílio Dias, contudo vai enfrentar um adversário chato, bem armado pelo bom e velho Mauro Ovelha (atual campeão com o Concórdia), mordido pela estratégia adotada pelo seu adversário.

Nessa entrevista concedida ontem (8), logo após a vitória sobre o Fluminense por 3 x 1, é possível ter uma base de como o ex-zagueiro está encarando esse confronto.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: