Zeca Bombeiro diz ter recusado prêmio do Instituto Tiradentes

PUBLICIDADE

Foto: Especial / Portal Alexandre José

Em entrevista ao Portal Alexandre José, o vereador Zeca Bombeiro (SD), negou ter recebido o prêmio de “Vereador Mais Atuante“, do Instituto Tiradentes.

“Lembro que em 2011 o Instituto Tiradentes entrou em contato com minha assessoria para me indicar ao prêmio, mas não compactuei com isso. Depois de pesquisar e perceber que o prêmio não se tratava de algo sério, decidi não participar. Até porque considero injusto pagar para receber um prêmio – chega a ser antiético,” afirma o parlamentar.

Zeca diz que naquela época, vários vereadores receberam a proposta do instituto, alguns aceitaram, mas informa que não pode citar nomes. “Depois que recusei o prêmio nunca mais me ligaram. Venho me reelegendo desde então, mas para eles eu nunca mais fui o vereador mais atuante, afinal, eu disse a organização que era um golpe,” conclui.

A denúncia da premiação partiu do Programa Fantástico, da rede Globo, neste domingo (5). A reportagem especial mostrou um esquema de venda de diplomas de mérito para vereadores e prefeitos.

A reportagem cita o Instituto Tiradentes, de Minas Gerais, e a União Brasileira de Divulgação (UBD), de Pernambuco. Para comprovar que as entidades não possuem critério para entregar essas “premiações”, o repórter negociou a compra de um diploma para um jumento. Após o pagamento de R$ 1.480, o jumento Precioso (como foi apelidado) foi eleito “gestor nota 10”, classificado entre os “100 melhores prefeitos do Brasil”.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: