Coelho de estimação de creche de Blumenau pode ter sido furtado

PUBLICIDADE

Foto: CEI Augusto Koester

O clima é de tristeza no Centro de Educação Infantil (CEI) Augusto Koester, localizada na Rua Theodoro Holtrup, no bairro Vila Nova, em Blumenau. Alunos e funcionários sentem a falta do coelho de estimação da unidade, que desapareceu. A direção acredita que o animal foi levado na última noite ou madrugada. A creche pede a ajuda da comunidade para localizar o bichinho.

Servidores sentiram a falta do coelho, carinhosamente chamado de Huck, quando chegaram para trabalhar, na manhã desta sexta-feira (20/7). O animal não estava no espaço destinado a ele, com uma casinha de madeira, barro e gramado. Havia uma abertura entre o muro e a tela de proteção, o que levou os funcionários a suspeitarem de furto.

Foto: CEI Augusto Koester

De acordo com a diretora do CEI, Andrea Schmitt, o coelho não conseguiria escapar sozinho. “Alguém fez a abertura na tela e pegou o Huck. Mas eu tenho esperança que essa pessoa vai se arrepender e vai devolvê-lo pra gente. Não é possível tamanha maldade”, desabafa Andrea. Ela registrou um boletim de ocorrência na Delegacia Virtual da Polícia Civil na internet.

Até o período da tarde, os funcionários ainda não tinham contado nada às crianças, que passaram o dia procurando o animal de estimação. O coelho estava na creche há quatro anos, desde que foi doado por uma ex-aluna, e mantinha convívio diário com os 125 alunos, de três a cinco anos, inclusive participando de atividades em sala de aula.

Nas redes sociais, o CEI faz um apelo: se alguém encontrar o Huck, que devolva, pois as crianças gostam muito dele. A publicação na página da creche no Facebook já tem dezenas de compartilhamentos e comentários. O coelho é branco com manchas marrom. Os telefones para contato com a diretora são (47) 3323-3752 e 99139-7445. A unidade não possui câmeras de monitoramento.

Foto: CEI Augusto Koester

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: