Projeto nacional incentiva a leitura gratuitamente em Blumenau

PUBLICIDADE

Foto: Especial/Portal Alexandre José.

“Quem mal lê, mal ouve, mal fala, mal vê,” a frase é do célebre escritor brasileiro, Monteiro Lobato. Já é fato que a leitura deve estar cada vez mais inserida na vida das pessoas diariamente. É desde pequeno que se incentiva o hábito que pode levar qualquer um a mil e uma aventuras diferentes, com apenas um virar de páginas. E é isso que tem acontecido em Blumenau, na manhã desta quarta-feira (11/7). A cidade é a 14ª no país a receber a “Incrível Máquina de Livros”, um projeto que tem apoio Lei de Incentivo a Cultura e Câmara Brasileira do livro e parceria da Fundação Cultural de Blumenau e a prefeitura. A iniciativa é uma realização do Infinito Cultural e do Ministério da Cultura e tem como objetivo a troca de livros.

O projeto já percorreu até o momento mais de 16 mil quilômetros pelo país. Em Blumenau, a ação ficará até sexta-feira (13/7), na Praça do Mausoléu, no início da rua XV de Novembro, no Centro, das 10h às 18h. No sábado uma edição especial do Parque da Leitura será realizada no Parque Ramiro Ruediger, no bairro da Velha, das 9h às 12h, com a atração.

Toda comunidade está convidada a fazer parte da ação. Para participar é fácil: basta colocar um livro usado, mas em bom estado na máquina e apertar um botão que indica se a obra é adulta ou infantil. Em seguida, um som aponta a “transformação” do livro colocado ali, em outro. Escolas de Blumenau e do Vale do Itajaí também estão agendando visitas à maquina.

“A iniciativa vem de encontro com o que estamos trabalhando na cidade, o incentivo a leitura. Assim, possibilitamos o acesso a todos ao universo dos livros,” enfatiza a gerente do Centro de Publicação, Documentação e Referência em Leitura da Fundação Cultural de Blumenau, Shirlei Dickmann.

Lembrando que as trocas de livros são gratuitas e qualquer pessoa pode participar. Cada um poderá trocar no máximo três obras diferentes.

PUBLICIDADE

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: